sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Artigos Relacionados × +

Ficha de Personagens: Os doze guardiões da Luz (Parte 1)

Assim como faço nas postagens sobre o Universo de Harry Potter, percebi a necessidade de fazer uma série de postagens para apresentar em cada uma um pouco do Universo de Os Doze guardiões da Luz. O livro foi elaborado com uma diversidade admirável de personagens, criaturas mágicas e locais. Não pensem que tece elogios exagerados, até porque eu não ganharia nada com isso (não tenho parceria firmada com o autor). em vista da grandiosidade que enxergo no livro desejo meus sinceros votos para que um dia ele se torne um nome tão falado quanto harry Potter. Não acredito que todo mundo vai gostar do livro, assim como não é todo mundo que gosta de harry Potter ou qualquer outra saga clássica. Mas creio que os que gostarem serão agraciados com uma historia que encanta a alma fazendo arder de paixão e desejo. Bom, elogios à parte, vamos ao que importa nessa postagem. Farei uma "ficha" com alguns personagens do primeiro livro, essa será a primeira postagem com esse assunto especifico e farei outras postagens com personagens ainda pro primeiro livro. 

Primeiramente, os reis:

Rei Bran e Rainha Elaine: o rei e a rainha de Atria eram primos, e foram unidos pelo casamento, são membros da tradicional família Atherton. O símbolo de sua casa é o Cão de Caça.
O rei mantinha uma vistosa barba castanha e mancava de uma perna_ antigo ferimento de guerra. Era um homem afável e querido pelo povo. Sua companheira, a rainha, emanava aura de uma mãe que consola os filhos, ainda que não tivesse nenhum.”

Rei Howel e rainha Laudine: rei e rainha de Betria. 

Cerdic: rei de Gatria.

Os doze guardiões da luz:

Elemento: Fogo

Áries:
Peixes e Áries/ Arte de Carlos Herrera
É um dos personagens que mais me cativou. Ele é um senhor do fogo, elemento de sua criação é honrado e humilde. Seus conflitos internos aparecem muitas vezes quando tem de lidar com capricórnio e com o medo de perder sua amada Peixes. Seu desenvolvimento dentro do livro é muito bom, ele cresce em espírito e coragem e acredito que haverá para ele um futuro onde ele será mais poderoso ainda. Assim como os outros guardiões, ele tem uma forma física “verdadeira”, é a forma que eles despertam que representa a glória dos guardiões. Áries se transforma ( ou volta a ser) um cordeiro grande e forte, de lã branca e envolta de um fulgor dourado. Essas formas porem necessitam de grande esforço para serem manifestadas, assim eles não a mantém por muito tempo.
Áries soltou uma gargalhada, e as crianças riram com ele. Vinha de dorso nu e pés descalços, vestindo brocado sobre as pernas longas. Suas muitas joias haviam sido presentes de reis cujo brilho contrasta com a sua pele bronzeada. Forte e esbelto, parecia tão jovem quanto homem feito. Tinha cabelos ondulados e um par de chifres grossos que brotavam do topo da cabeça e se curvavam até a frente de seu rosto e sobre os ombros, tal como os de um carneiro. Eram chifres brancos, rijos e afiados.”
Sagitário:
Sagitário e Virgem/Arte de Dannilo Santana
Ele é como sua alcunha expressa: Arcanjo. É um ser de luz, honra e amizade. Dentre as diversas representações para o signo que encontrei em livros, desenhos e filmes, essa foi a que mais me agradou. A força e bravura dele me surpreendem, ele é correto e justo, não mede esforços para fazer o certo e zela pelos que ama. Inicialmente seus conflitos internos são apresentados em relação ao amor que sente por Virgem. Há um otimismo presente nele que não quer acreditar que seus companheiros cederam às vontades da Escuridão. 
Mais alto e mais forte que Áries, o guardião vestia verde, com calças e botas de couro surrado. Usava, no antebraço esquerdo, uma braçadeira de osso e madeira que impedia que o atrito da corda do arco o ferisse quando disparasse. Levava presa às costas uma aljava carregada de setas emplumada, com pontas de aço afiado. Seus cabelos eram castanhos, lisos e compridos além dos ombros.
Leão:

Tem o titulo de mais poderoso entre os poderosos, ele é o Rei há muito coroado e que pra proteger pessoalmente o povo e evitar mortes em combate abdicou a realeza. Mas o destino é inexorável e ele terá de rever suas ações. O mal os ameaça, as trevas crescem no interior do reino. A dura batalha pela frente e a necessidade de um rei verdadeiro e forte irá desafiar a convicção de Leão. Sua força em batalha é surpreendente. Tem uma personalidade igualmente forte e nutre um grande amor por Aquário, amor esse abalado pela fuga que leão desprendeu em relação ao relacionamento para ir de encontro às batalhas contra os inimigos do reino, muito antes da atual ameaça. Leão é um líder imbatível com de rugido estrondoso. Os que o seguiam se sentiam encorajados e gloriosos diante de seu poder, sentiam que ao lado dele poderiam vencer as mais duras batalhas.
Ele se empertigou, erguendo-se como uma torre diante deles. Caminhando, passava a impressão de que Gaia não suportava o peso de seus passos. Alto e forte, dono de músculos que se apertavam sob o colete reforçado com metal. Botas com grevas de bronze, calça de outro e cinturão abraçando a cintura larga como o tronco de um carvalho. Cabelos louros e ondulados tocavam os ombros. Vê-lo de perto era como estar diante de um deus.

Elemento: Água

Peixes:

É doce e amável. Tem muito carinho para com o mundo e muito amor por Áries. Ela tem uma curiosa dependendo do seu elemento criador: a água. Ficar longe da água lhe drena as forças, assim ela sempre precisa procurar de tempo em tempo uma fonte de água, preferencialmente uma que lhe permita emergir. Peixes aparenta fragilidade, mas ela tem a força profunda da determinação e dos sentimentos. Forças que serão testadas e provadas durante a história. Eu consegui perceber nos personagens tantos masculinos quanto femininos do livro que há a presença de humanidade neles, assim ambos tem pontos fortes e fracos. A forma verdadeira de Peixes é encantadora, e eu não vou contar o que é. Ao ler lhe será uma grata surpresa. 
Peixes tinha os cabelos longos e escuros, e estavam colados à cabeça por estarem molhados. Seus olhos eram de um azul inexistente em qualquer outro ser. Cada traço de seu rosto era perfeito: faces saliente nariz pequeno, sobrancelhas finas. Nua, ela se mantinha submersa até a altura dos seios, permitindo a visão dos ombros delicados e de tez branca.
Câncer:

É um personagem absolutamente soturno. De sua aparição ao desfecho desse livro ele vai ter um notável desenvolvimento, muito coisas vão acontecer e vamos reconhecendo elementos de sua personalidade. O filho da água ambiciona mostrar-se o mais forte entre os guardiões ( mas para quem? Lanço o mistério pra vocês, vão ter de ler o livro). Ele já é, sem duvidas um dos personagens mais fortes, gosto dele no seu jeito sombrio e reservado de ser, ele não perde tempo com exaltações de si e bate de frente com quem o desafiar, não veria medo nos olhos de câncer. Talvez no íntimo da sua alma haja algum, mas não é visível. Em sua forma verdadeira mostra-se um imbatível caranguejo com a carapaça praticamente impenetrável e garras hábeis ao ataque. 
Ele não partilhava da majestade do décimo guardião, mas conseguia ser ainda mais intimidador. Vestia negro dos pés ao pescoço, as vestes falhando em esconder a estupenda massa muscular. Tinha o cabelo escuro curto e sobrancelhas que quase se encostavam para moldar a expressão feroz do rosto.
Escorpião:

É um temível pirata, filho da água, e logo irmão de Peixes e Câncer, é totalmente diferente dos irmãos. Sua ambição está no mar, no desejo de ser um pirata temido e poderoso. Sua capacidade de luta é eximia, seu veneno é devastador. Tão insano é seu desejo de matar que recebeu a alcunha de Devorador de Corações. Sua personalidade esbanja ousadia desdém para com os fracos. Ele não vacila e seus olhos perversos procuram destruição. Peixes levanta um questionamento importante quanto ao fato dele ter se deixado possuir pela Escuridão, sendo forte como ele é, algum motivo misterioso envolve a situação. Sendo ele um grande capitão pirata eu deixei de lado a descrição física dele e apresentarei um pouco dos seus caminhos navegados:
Indiferente e desbocado, imprevisível e sedutor. O Oitavo guardião sempre fora um coringa entre os Doze. Outrora inimigo do Triangulo do Sul, conhecia do Oceano Boreal das Praias de Atria ao litoral enevoado do triangulo do Norte. Navegara por todo o oceano Austral; pelas praias turbulentas do continente sul; pelos Mares de Sangue, entre as terras selvagens e as terras das amazonas; pelo Mar Oriental e até o Azul Infinito, águas sem fim que demarcavam as bordas a leste e oeste do lado conhecido do mundo.

Elemento: Terra

Capricórnio:
Capricórnio/ Arte de Natalie Duarte
 Foi um personagem que conquistou meu ódio a primeira vista, assim que foi apresentado. Entretanto diversos acontecimentos ao final do livro fizeram eu me questionar sobre os reais motivos das ações dele, talvez algo a ser revelado no próximo livro. Ele é inteligente, estrategista e determinado. Entre suas ambições está conquista o amor de Peixes, pelo qual ela lutara até mesmo perversamente. Ela é sem duvidas um sujeito que veio ao mundo pra incomodar, e isso não é necessariamente algo ruim, ele traz o incomodo da dúvida, e isso é algo com que os Guardiões terão de lidar. É preciso pesar suas ações numa balança (quem sabe a de Libra?), talvez descubra-se mais adiante que ele estava certo em muitos dos questionamentos levantados. Não que eu goste dele, mas é preciso ser honesto quando a capacidade intelectual dele. Elemento: Terra. Sua forma verdadeira será moldada pela Escuridão, tornando-a uma abominação aos olhos dos outros guardiões. 
À frente vinha um homem tão alto e forte que fazia todos ao seu redor parecerem pequenas criaturas que ele poderia esmagar. Elegante e altivo como um imperador, o garbo de suas vestes superava as do rei, com mais joias do que poderiam ser contadas, engastadas ao tecido purpúreo e costurado em fios de ouro. Usava bota de cano longo com esporas douradas e luvas de couro lustroso até os cotovelos. O cabelo era negro e longo como o de Peixes, e estava oleado e penteado para trás. Olhos negros e estreitos fitavam com frieza. De sua cabeça ascendia um par de chifres longos e curvilíneos que se deitavam em direção à nuca, com pontas afiadas voltadas para cima.
Touro:

É um grandalhão, extremamente forte, mas com uma capacidade de amar e ser carinhoso que se destaca, um homem de fibra. O filho da Terra é um hábil e talentoso ferreiro. Incubei-se da missão de cuidar do povo da cidadela de Analth e não medirá esforços por essa missão. Toda sua forma física, seu jeito bruto e enfurecido de lutar parecem distantes diante as demonstrações sentimentais de Touro. Ele é uma fortaleza por fora, mas se inunda de bons sentimentos por dentro. Sua forma verdadeira é a de um touro enorme e enfurecido; por vezes ele perde a noção de amigos e inimigos se estiver tomado pela fúria da batalha. Eu tenho um bom histórico de paixão por personagens que representam esse signo, touro é assim: digno e honrado, forte e frágil. 
Touro era tão alto que mesmo Capricórnio parecia miúdo perto dele. Vestia calças de couro surradas, com bandagens brancas atadas ao redor dos pés e das mãos e um cinturão de fivela metálica. O peito enorme do guardião remetia á imagem da encosta de uma montanha. Os estupendos músculos dos braços pareciam prestes a arrebentar.
Virgem:

Virgem lembra a figura da donzela disposta a se sacrificar pelo bem do mundo. A personagem me lembra muito as jovens e adoráveis bruxas de outros universos mitológicos. A presença do seu elemento, a Terra, é demonstrada no seu dom com a natureza e as ervas de cura. Em uma guerra ela pode ajudar os feridos, o que é de grande utilidade, mas ela não se resume a isso, ela tem o impeto na alma para brandar a espada quando for necessário. Ela corresponde ao amor de Sagitário, ao mesmo tempo que evada, por temer que ele sofra diante de sua condição, ser a personificação do signo de virgem significava também manter-se como uma eterna donzela.
Rodeada de passarinhos que cantavam para ela, uma jovem repousava sobre a grama, colhendo flores e guardando-as em um cesto de vime. Os cabelos dourados e ondulados daquela linda mulher balançavam suavemente ao serem tocados pela brisa, recebendo a luz do Sol e brilhando como se feitos apenas de luz. Seus olhos eram grandes e verdes, de cílios compridos, acentuando a beleza da boca carnuda. Passarinhos a observavam das árvores, e as flores se inclinavam em sua direção. 

Elemento: Ar 

Aquário:

Se destaca entre os guardiões pela força em combate, é destemida e enfrenta com todas as suas forças o inimigo. Tem uma personalidade muito forte e ácida. Odeia quando tentam diminuir sua capacidade de guerreira afirmando que ela seria mais fraca por ser mulher, ela pode até se desarmar inicialmente ao ouvir um insulto, mas logo revida com todo seu poder, gloria e fúria. Suas habilidade com espada e lança são eximias. Ela vacila entre aceitar de volta o amor de Leão ou dar-lhe uma surra. Os anos de separação e todos os obstáculos que a vida sempre lhe impõe fez dela uma mulher muito forte e por vezes áspera. Sua relação com a irmã, Libra, aponta um conflito em sua mente, ela evita a irmã, talvez um pouco envergonhada de si por ser tão diferente dela, entretanto cada qual é cada qual, importante para o mundo e para as pessoas do jeito que é. 
Aquário era da altura de Áries, mais mulher e menos menina do que Peixes. Tinha pernas grossas, apertadas sob o couro da calça masculina, uma espada embainhada na cintura. Sua habilidade com a espada era famosa em todo o Triangulo do Sul, bem como o peso de seu punho.
 Libra


É uma figura transcendente, ela é um ser de luz cuja presença inspira e acalma. Sua aparição no primeiro livro é curta, mas acredito que ela despontará na sequência. Sabemos pouco dela, mas é notável que ela guarda grande poder em si. A principio poderia representar-se fragilmente, mas acho isso dúbio, como disse antes: todos os guardiões tem forças e fraquezas. O espirito dela lembra-me o meu, ela cuida de crianças órfãs do reino e atua como um guia à espiritualidade. Vou ter o desejo perverso de vê-la numa situação onde tenha de lutar co toda sua força para proteger os que ama, ela é poderosa e quero vê-la em ação.
Tal como estavam os guardiões para os seres humanos, assim estava Libra para os próprios guardiões. Mais pura e sublime, mais próxima da Luz do que qualquer outro dos Doze, a irmã de Aquário personificava a crença no divino. Ela era a líder espiritual do culto à Luz, estrela-guia de todos aqueles que buscavam paz e iluminação, e a terceira colocada na hierarquia de comando dos Doze- logo abaixo de Capricórnio.
Gêmeos:

É atrevido, um verdadeiro pavão. Orgulha muito de seu poder. Tem a alcunha de Relâmpago de Avalon devido ao seu poder relacionado aos elementos da tempestade, ele ataca com poderosos raios. Ele possui dois corpos que compartilham a alma, de acordo com a representatividade do zodíaco. Sua aparição da história se da em um momento critico, onde ele perdeu um de suas metades e por isso corre o risco de falecer (e com sua morte a barreira que protege o Triangulo do Sul se desfaria). 
Gêmeos era conhecido pelo gênio indomável e pelo peso de sua presença. Uma estela que brilhava como poucas. No entanto aquela figura pálida que cravava as unhas no solo era quase irreconhecível. Os cabelos estavam jogados sobre a face a qual estampava apenas dor.

Para conhecer mais do livro acesse a RESENHA.
Confira também a segunda parte da ficha clicando aqui.


Você irá gostar

Ficha de Personagens: Os doze guardiões da Luz (Parte 1)
4/ 5
Oleh

21 comentários

Escrever comentários
avatar
29 de janeiro de 2016 17:31

Olá Augusto, não conhecia essa livro, e por conter símbolos dos signos eu não tenho muito interesse, normalmente não gosto de livros ou qualquer coisa relacionada a isso. Posso estar errada e até daria uma chance para Os Doze Guardiões da Luz se tivesse a oportunidade de ler.
Você apresenta muito bem os personagens, postagens assim são muito interessantes.

Ju
claqueteliteraria.blogspot.com.br

Responder
avatar
29 de janeiro de 2016 17:44

Obrigado pela visita, Juliana. Se quiser confere a resenha do livro, talvez você goste. Qual é seu estilo literário favorito?

link da resenha:http://aboboranerd.blogspot.com/2016/01/os-doze-guardioes-da-luz-luiz-henrique-b.html

Responder
avatar
29 de janeiro de 2016 18:21

Oie, quanto amor num post.
Achei muito legal sua proposta de mostrar um pouco do livro. Ele é cheio de significados, achei muito bacana isso!
Já ouvi falar do livro, mas não o livro.

Beijinhos, Helana ♥
In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

Responder
avatar
29 de janeiro de 2016 23:25

Estou louca para ler esse livro porque já li a outra trilogia do autor. E acabo de descobrir uma incrível coincidência na sua resenha, super completa, diga-se de passagem. Eu sou aquariana e a minha irmã é libriana. Amei!

Amei a sua resenha, parabéns.

bjs.

http://ciadoleitor.blogspot.com.br

Responder
avatar
30 de janeiro de 2016 00:32

Augusto, estou conhecendo seu blog agora, e cara... acho que nos daríamos bem! TEMOS OS MESMOS GOSTOS!!! kkkkk Adoro Harry Potter, Nárnia e amo mitologia! E estou me perguntando como é que eu não conhecia "Os doze guardiões da luz"? Fiquei muito interessado! Sua postagem foi descritiva, e muito bem escrita. Me instigou a buscar mais pela história. Me inscrevi no seu blog pra estar sempre recebendo mais postagens do gênero.
Abraços,
Felippe.
http://chubbleeeu.blogspot.com.br/

Responder
avatar
30 de janeiro de 2016 01:53

Olá, eu vi uma resenha desse livro faz pouco tempo, mas não me lembro onde foi.
Achei bem bacana o teu post falando mais sobre os personagens. A ilustração que eu mais gostei foi a de Sagitário

Responder
avatar
30 de janeiro de 2016 15:41

Obrigado pela visita, Felippe! Mitologia é vida <3 Sempre tem postagem aqui envolvendo esse universo encantador. Seja muito bem vindo :D

Responder
avatar
30 de janeiro de 2016 15:45

Também gostei muito da ilustração do sagitário. O personagem é incrível, admirável mesmo <3

Responder
avatar
31 de janeiro de 2016 11:20

Olá!

Belas ilustrações. O livro até chamou minha atenção, mas tem signos, que é algo que eu não curto. Livros de fantasia não são o meu forte, prefiro um romance ou uma distopia.

resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

Responder
avatar
1 de fevereiro de 2016 01:58

Oi Augusto.
Que post mais legal hem. Adorei que você se preocupou em explicar os personagens, isso é realmente bem esclarecedor. Eu não conhecia esse livros. mas vi que é bem rico de personagens. deve ser um livro muito bom mesmo.
Bjus

Responder
avatar
1 de fevereiro de 2016 13:15

Augusto não conhecia o livro, amei as descrições dos personagens, amo um bom livro de fantasia. Vou já pesquisar sobre o livro para ler. ótima postagem. abraços

Joyce
www.livrosencantos.com

Responder
avatar
1 de fevereiro de 2016 13:30

O livro deve ser verdadeiramente mágico. Ainda não li nem assisti aos filme do Harry mas prometo fazer isso em breve. Aliás não sei ao certo porque ainda não li nada do gênero fantasia, preciso mudar isso

Responder
avatar
1 de fevereiro de 2016 13:59

Olá,

o livro parece ser bom, achei muito legal as ilustrações, de fato bem feitas. Eu não tinha visto esse livro antes, desconhecia, deu vontade de ler, mas no momento não posso. www.sagaliteraria.com.br

Responder
avatar
1 de fevereiro de 2016 19:02

Oie
muito legal o post, eu adoro ler sobre meu signo, na verdade, nasci dia 22 de novembro, então nunca sei se sou de escorpião ou sagitário, mas sempre me identifico muito com os dois haha

Beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Responder
avatar
1 de fevereiro de 2016 21:01

Oii.
Não conhecia o livro, mas confesso que não leio muito livros de fantasia, nem sei porque kkk, adorei esse post, bem criativo.
Beijinhos;)
http://frescurasdamary.blogspot.com.br/

Responder
avatar
2 de fevereiro de 2016 09:57

Olá Augusto!
Gostei do seu post... me lembrou minha infância vendo guerreiros dos zodíaco com meu primo hahhaaha Adorávamos.. Senti falta de ilustrações em todos os personagens, pq as duas primeiras são lindíssimas!!
bjs
http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

Responder
avatar
2 de fevereiro de 2016 10:45

Oi, Isa. Estou ansioso pra ver as ilustrações dos outros personagens, mas as artes oficiais ainda estão em processo de criação. O autor fez uma coisa linda esses dias, uma sessão de cosplay como personagem, da uma olhada:

https://www.facebook.com/KedavraCosplay/photos/a.1688653674709671.1073741855.1415105662064475/1689580381283667/?type=3&theater

Responder
avatar
2 de fevereiro de 2016 18:27

Oie Augusto,
Eu não conhecia o livro, mas so pela forma peculiar dos personagens eu já me interessei. Muito legal sua iniciativa de mostras a todos o que achou do livro não so com resenha.
Beijos
Bru, Cantinho da Bruna

Responder
avatar
3 de fevereiro de 2016 10:08

Olá, Augusto. Já li alguns comentários a respeito do livro e parece ser muito bom.
Admito que fiquei perdida com tantos personagens com nomes de signos, acho que gostaria mais de leão por ser o meu signo querido, haha.
Adorei a dica e assim que eu tiver a oportunidade irei ler o livro.

Beijo,
www.pactoliterario.com

Responder
avatar
5 de fevereiro de 2016 00:23

Olá!
Muito legal a sua postagem. Eu não conheço o livro e fiquei bem curiosa com as informações passadas. São muitos personagens e eu acabo me perdendo nos nomes, mas acredito que conforme for lendo eu vou me adaptando rs'
Espero ter oportunidade em conferir a história. Parabéns pela postagem!

Beijos!
http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

Responder
avatar
5 de fevereiro de 2016 22:01

Má oeeeee! Nossa,que ilustrações incríveis são essa,mai friendi?! Leria MUITO,vou até dar uma procurada por aqui,na maior sinceridade. Abraço!

Responder